Centrais de videomonitoramento apresentam resultados

A terceira edição do Encontro Metropolitano de Videomonitoramento, realizada no dia 14 de julho, reuniu as centrais de Vila Velha, Cariacica, Vitória, Serra, Viana, Guarapari e Anchieta, para apresentar os primeiros resultados após a implantação da ferramenta eletrônica que compartilha informações em tempo real entre os municípios.

O Sistema Integrado de Registro de Ocorrências (Siro), que já é utilizado pelos profissionais há três meses, contabilizou mais de 1.200 ocorrências, envolvendo o que foi captado pelas mais de 700 câmeras. “Agora, todos nós vivenciamos o que vem a ser esta integração, pois nesses 91 dias de experiência com esse software livre, sem nenhum custo para as administrações municipais, contribuímos para uma comunicação mais ágil e instantânea, gerando uma base de dados que incentive ações com mais eficiência para a segurança das cidades”, destacou o analista de Tecnologia da Informação de Guarapari, Claudiney Alves, responsável pela implantação do programa nas prefeituras.

Fiscalização

Cariacica apresentou as mudanças em seu cotidiano com a nova ferramenta. A gerente de Defesa Social do setor de Videomonitoramento de Cariacica, Alexandra Siqueira, enumerou um total de 230 ocorrências. “Com o software, o registro do que captamos fica mais ágil, facilitando um contato mais rápido com as forças policiais e oferecendo respostas mais rápidas para o cidadão”, reforçou. Ela também apontou que é possível saber com maior facilidade o quantitativo de demandas e a natureza delas por locais da cidade. “Podemos saber em que bairros, por exemplo, há mais ocorrências envolvendo problemas de segurança pública ou onde há mais problemas de estrutura viária ou de limpeza urbana pois o software faz essa separação”, aponta. “Assim, poderemos sugerir que as secretarias correspondentes possam atuar nestes locais levando seus serviços”, acrescentou.

O secretário de Defesa Social, Alexandre Ribeiro, reforçou que o papel do Videomonitoramento está cada vez mais incluído nas ações de fiscalização e prevenção à violência. “Essa ferramenta vem nos ajudar a termos maior rapidez na análise do que é acompanhado no vídeo, terminando por inserir nossa central cada vez mais no dia-a-dia da população. Estamos realizando diversas fiscalizações com apoio da Polícia Militar em combate ao transporte clandestino e as imagens captadas são um material de apoio para este trabalho”, apontou. “Além disso, essas ações não perdem de vista o que é feito pelos nossos vizinhos, dentro de uma leitura metropolitana pois a cidade não pode mais ser pensada de forma isolada”, finalizou.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome