Hospital Metropolitano: 21 anos de evolução

Foto: Reprodução

Comemorações pelo aniversário do hospital serão realizadas hoje (30) e no próximo dia 10 de junho


Neste mês de maio, o Hospital Metropolitano completa 21 anos de atividade. E para comemorar, serão realizados um almoço especial, nesta terça-feira (30), e a tradicional festa junina, no próximo dia 10, da qual participarão cerca de 1000 pessoas entre colaboradores, parceiros, médicos e seus familiares.

Localizado no município da Serra, o hospital consolidou-se como referência em diversas especialidades, como terapia intensiva, cardiologia, clínica médica, infectologia, hematologia e oncologia. Também é o único do Espírito Santo a investir em uma unidade totalmente destinada ao paciente geriátrico.

Outro destaque é a busca por constante inovação, com o objetivo de manter o elevado padrão de atendimento e gerar boas experiências para os pacientes. Além disso, se compromete com o bem-estar dos profissionais.

Histórias que mostram a diferença

As trajetórias de vida de muitas pessoas se confundem, em certos momentos, com a do Hospital Metropolitano. Uma delas é a do técnico em radiologia Ademar Antônio de Amorim, de 53 anos.

“Quando comecei a trabalhar no Metropolitano, em 1996, ele tinha pouco mais de um mês de funcionamento e 25 pacientes internados. O quarto andar ainda estava em construção. Tive a oportunidade de estudar e de me profissionalizar por meio da instituição. Amo o que faço”, conta o risonho funcionário, que é admirado pelos colegas por seu bom humor.

Desenvolvimento

Por sua vez, o coordenador do almoxarifado, Maycon Adriano Ribeiro Teixeira, de 30 anos, comemora as suas conquistas junto com a instituição. Em janeiro deste ano, ele ficou noivo e agora se prepara para o casamento, que será realizado no início de 2018. “Encontrei a pessoa certa e estou em um momento profissional que me propicia formar uma família e dar esse passo tão desejado”, disse Maycon.

Contratado em 2008 como auxiliar de farmácia, o jovem alcançou promoções ao longo dos anos. Foi auxiliar de compras, comprador e supervisor de almoxarifado até chegar à função atual, em 2013. “Estou feliz com a evolução da minha vida ao longo desses anos”, afirma.

Excelência no atendimento

Já a advogada Luciana Couri Sady, de 45 anos, só tem agradecimentos a toda equipe do Hospital. Em dezembro de 2016, ela procurou a unidade, à noite, pois sentia muito frio e dores no corpo há alguns dias. A gravidade do seu problema logo foi identificada na triagem, que solicitou exames e a encaminhou ao cardiologista. O médico a diagnosticou com endocardite (inflamação das estruturas internas do coração), doença que a advogada já havia enfrentado quando criança.

Luciana acentua que foi ao local depois de receber indicações de amigos, que afirmaram que o Metropolitano era um centro de referência em medicina. Ficou 40 dias internada. “Sofri com o problema, mas também fui muito abençoada. Os funcionários demonstraram tanto amor e carinho, que me vi acolhida por todos, do responsável pela limpeza ao médico”, emociona-se ao relatar.

Remegildo Gava – diretor-presidente do Hospital Metropolita. Foto: Sagrilo

Para o diretor-presidente da instituição, Remegildo Gava Milanez, essas histórias são resultados da missão e da visão que norteiam o trabalho da entidade. “A nossa busca por trazer sempre o que há de mais novo e eficiente para o Hospital não passa só pelas áreas técnica e científica. Ela leva em conta a importância do ser humano envolvido nesse processo, o que significa ter compromisso social, valorizar o colaborador e atender com humanidade o cliente. É assim que temos caminhado para nos tornar um centro de excelência em saúde”, explica.

Referência

Atualmente, a unidade é considerada uma das três melhores instituições particulares de saúde do País em clima organizacional, segundo a Associação Nacional dos Hospitais Privados (Anahp). Desde 2012, é acreditada pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), com nível 3 de excelência.

Além disso, há cinco anos integra a relação das 250 Pequenas e Médias Empresas que mais crescem no Brasil, de acordo com estudo realizado pela Deloitte em parceria com a revista Exame PME.

Investimentos

O avanço operacional, técnico e científico faz parte da história do Metropolitano. Este ano, o foco principal do investimento em infra-estrutura visa à ampliação da UTI Geral, cujo número de leitos aumentará de 20 para 30. No mês de janeiro, houve a inauguração da clínica Odontoface, na qual são disponibilizados tratamentos em dez especialidades, entre elas cirurgia bucomaxilofacial. Em março, foi a vez do Núcleo Especializado em Oftalmologia (NEO).

A partir do segundo semestre, está previsto o início das obras de melhoria e ampliação da área de imaginologia, onde são realizados exames de imagem, como ressonância magnética, tomografia, ultrassom e raio-X digital, e ainda das de expansão e revitalização do centro-cirúrgico.

O hospital manteve um posicionamento estratégico para driblar os efeitos da economia atual. “Estamos acompanhando os quadros macroeconômicos para continuar nossos investimentos, o que se reflete na manutenção da qualidade dos serviços que prestamos”, destaca Remegildo Gava Milanez.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome